Fórum Lixo Zero III: As apresentações da edição deste ano

Filosofia Mottainai - Elimine o desperdício: Tiemi Yamashita de São Paulo mostrou o conceito deste engajamento que procura mostrar o valor de recursos à disposição das pessoas e da importância de cuidar da manutenção desse valor combatendo o desperdício.

Investindo na Economia Circular - Tia Kansara de Londres falou sobre as vantagens da adoção do conceito de economia circular, as pessoas se relacionam com seus ecossistemas trabalhando o uso racional de recursos para encontrar soluções dentro de suas próprias comunidades. Ela defende ações locais, simples pequenos gestos facilmente gerenciáveis e que no conjunto transformam em um resultado de porte.

Crescimento do Varejo a Granel: Eunice Maia, de Lisboa, Portugal, Presidente do Supermercado Maria Granel apresentou as características de seu negócio, um supermercado de 100 metros quadrados onde tudo pode ser encontrado a granel.  A loja ganhou fama mundial por trabalhar sua atuação através do conceito sustentável através da filosofia Lixo Zero para combate ao desperdício.

Supermercado Social: Ronni Kahn apresentou a organização que ela fundou e dirige, a OzHarvest, principal organização de resgate de alimentos da Austrália. Com 13 anos de atuação, ela dirige um supermercado de produtos em condições de consumo, mas que são resgatados para evitar o descarte. As pessoas podem se servir destes produtos e deixam a quantia que puderem dar. Estas contribuições se convertem em refeições que são distribuídas a pessoas carentes.

Boas Práticas em Santa Catarina (I): Programa Mesa Brasil do Sesc – Gisele Shena, do Sesc/SC apresentou números atualizados do Mesa Brasil, programa que arrecadou e distribuiu só este ano 2,2 milhões de quilos de alimentos em todo o Estado, provenientes de 305 doadores, beneficiando 400 instituições em 79 cidades. São mais de 70 mil pessoas atendidas , sendo que os supermercados representam o setor que mais contribui com o Programa.

Boas práticas em Santa Catarina (II): Hippo – Gisele Schmitz, gerente de marketing da rede Hippo, mostrou a trajetória do Hippo Supermercados  (4 lojas na Grande Florianópolis), que já adotou uma postura sustentável em sua atuação a partir de 2003. O processo avançou e hoje além de ser supermercado Lixo Zero, o Hippo desenvolveu um espaço próprio para produção de hortaliças orgânicas certificadas com o uso de material de compostagem produzido a partir dos resíduos produzidos nas lojas. São mais de 10 mil itens colocados nas prateleiras por mês.

Boas Práticas em Santa Catarina (III): Brotei – Maria Gabriela Knapp, da Brotei, trabalha nesta empresa de soluções em gestão de resíduos orgânicos compostáveis e assessoria em cultivo de alimentos para escritórios, condomínios e residências. A empresa busca facilitar a integração com a natureza em ambientes urbanos e a responsabilidade compartilhada.

Cases de Santa Catarina (I): Angeloni  - Airton Said, do Angeloni, mostrou as características de funcionamento do programa de promoção de produtos com 50% de desconto quando se aproxima de seu prazo de validade. Nas lojas em que esta estratégia foi adotada houve uma redução de 43% no índice de perdas.

Cases de Santa Catarina (II): Leroy Merlin – Renato Lanzarini descreveu a estratégia de atuação da marca Leroy Merlin, que tem atuação internacional e opera com uma unidade na Grande Florianópolis dentro da mesma filosofia, de alcançar a liderança mundial de melhorar do habitat estabelecendo a meta pra o ano de 2025 para toda a rede.

Supermercado Lixo Zero na Califórnia: Leslie Lukacs, que é consultora ambiental e também  Diretora da ZWIA (Zero Waste International Alliance), EUA apresentou a metodologia de adequação das empresas californianas ao conceito Lixo Zero, lá, um enquadramento que gradativamente se amplia através de novas legislações.  A Califórnia é considerado um dos locais com práticas mais avançadas de lixo zero nos Estados Unidos.

Share

Calendário

sitemap